Ministério da Educação
 

Residência Multiprofissional em Saúde

Ir para a página

Bibliografia

Nutrição

Programa

·                    Alimentação e nutrição nos diferentes grupos etários.

·                    Avaliação Nutricional.

·                    Métodos de avaliação do consumo alimentar.

·                    Estrutura, funções, digestão, absorção, transporte e metabolismo de nutrientes.

·                    Biodisponibilidade de nutrientes.

·                    Epidemiologia dos problemas nutricionais no Brasil.

·                    Nutrição clínica: patologia da nutrição e dietoterapia nas diversas patologias.

·                    Nutrição materno-infantil.

·                    Política Nacional de Alimentação e Nutrição.

·                    Segurança alimentar e nutricional.

·                    Terapia Nutricional Enteral.

·                    Ética profissional do nutricionista.

 

Bibliografia

Accioly, E., Saunders, C., Lacerda, E.M.A. Nutrição em Obstetrícia e Pediatria. Rio de Janeiro: Cultura médica, 2009.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Políticas de Saúde. Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição. Dez Passos para a Alimentação Saudável: guia alimentar para crianças menores de dois anos. Brasília, 2002. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/10_passos.pdf

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Política nacional de alimentação e nutrição. Brasília, 2003. Disponível em: http://nutricao.saude.gov.br/documentos/pnan.pdf

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Cadernos de atenção básica. Diabetes mellitus. Brasília, 2006. Disponível em: http://dtr2004.saude.gov.br/dab/docs/publicacoes/cadernos_ab/abcad16.pdf

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Cadernos de atenção básica. Hipertensão arterial sistêmica. Brasília, 2006. Disponível em: http://dtr2004.saude.gov.br/dab/docs/publicacoes/cadernos_ab/abcad15.pdf

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Cadernos de atenção básica. Prevenção clínica de doença cardiovascular, cerebrovascular e renal crônica. Brasília, 2006. Disponível em: http://dtr2004.saude.gov.br/dab/docs/publicacoes/cadernos_ab/abcad14.pdf

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS. Código de Ética. Resolução CFN 334/2004, maio de 2004. Brasília: CFN.  Disponível em: http://www.cfn.org.br/novosite/pdf/codigo/codigo%20de%20etica_nova%20redacao.pdf

Cozzolino, S.M.F. Biodisponibilidade de nutrientes. Barueri, SP: Manole, 2009.

CUPPARI, L. Guia de nutrição clínica no adulto. São Paulo: Unifesp/EPM: Manole, 2005.

Dutra-de-Oliveira, J.E., Marchini, J.S. Ciências Nutricionais - Aprendendo a aprender. São Paulo: Sarvier, 2008.

GIBNEY, M.J., MACDONALD I.A., ROCHE, H.M. Nutrição e Metabolismo. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

GIBNEY, M.J.,VORSTER H.H., KOK F.J. Introdução à Nutrição Humana. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

MAHAN, L. K., ESCOTT-STUMP, S. Krause: Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. São Paulo: Roca, 2005.

VÍTOLO, M.R. Nutrição da gestação à adolescência. Rio de Janeiro: Reichmann & Autores Editores, 2003.

WAITZBERG, D. L. Nutrição oral, enteral e parenteral na prática clínica.  v.1, v.2. São Paulo: Atheneu, 2006. 

 

 

 

Psicologia

Programa

·                    Avaliação Psicológica aplicada ao contexto hospitalar.

·                    Fundamentos de teoria e técnica psicanalítica.

·                    Fundamentos da teoria e técnica da psicoterapia breve.

·                    Psicossomática infantil e adulto.

·                    Psicologia hospitalar.

·                    O psiquismo frente à doença orgânica.

·                    Aspectos emocionais relacionados às cardiopatias.

·                    Tanatologia.

·                    Conceitos básicos de grupoterapia.

·                    Ética profissional do psicólogo

 

Bibliografia

Conselho Federal de Psicologia. Código de Ética. Resolução CPF 010/05, agosto de 2005. Brasília: CFP. Disponível em: http://www.pol.org.br/pol/export/sites/default/pol/legislacao/legislacaoDocumentos/codigo_etica.pdf

Cunha, J.  Psicodiagnóstico-V. Porto Alegre: Artmed, 2002.

Ferraz, F.C., Volich, R.M. Psicossoma I. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004.

Knobel, M. Psicoterapia breve. São Paulo: EPU, 1986.

Kovacs, M.J. Morte e desenvolvimento humano. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1992.

Kübler-Ross E. Sobre a morte e o morrer. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

Mello Filho, J. Psicossomática hoje. Porto Alegre: Artmed, 1992.

Pichon-Rivière, E. O processo grupal. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

Romano B. W. Princípio para a prática da psicologia clínica em hospitais. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1999.

Zimerman D.E. Manual de técnica psicanalítica. Porto Alegre: Artmed, 2004.

 

Enfermagem

Programa

·                    Administração em Enfermagem.

·                    Sistematização da Assistência de Enfermagem.

·                    Prevenção e controle das doenças infecto-parasitárias, imunopreveníveis e sexualmente transmissíveis.

·                    Epidemiologia e imunização.

·                    Saúde do trabalhador em enfermagem.

·                    Programas de Assistência Integral à Saúde da Mulher: planejamento familiar, pré-natal, parto, puerpério, aborto, agravos por violência sexual, câncer de colo uterino e mama.

·                    Assistência Perinatal.

·                    Saúde do Adolescente.

·                    Cuidados de enfermagem ao recém-nato normal e de risco à mulher, à criança e ao adolescente sadios e portadores de patologias diversas.

·                    Cuidados de Enfermagem ao indivíduo com distúrbios clínicos, cirúrgicos e psiquiátricos.

·                    Enfermagem nos eventos emergenciais e cuidado ao paciente crítico.

·                    Ações de Enfermagem na prevenção e controle de infecção hospitalar.

·                    Assistência periopertória de enfermagem.

·                    Legislação e ética em Enfermagem.

·                    Enfermagem em Saúde Mental.

·                    Enfermagem em Oncologia.

·                    Processo de esterilização.

                  

Bibliografia

CARVALHO, A.C.S. Assistência de Enfermagem nas intervenções clínicas e cirúrgicas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.

ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE ESTUDOS E CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR. Esterilização de artigos em unidades de saúde. São Paulo: Associação Paulista de Estudos e Controle de Infecção Hospitalar, 2003.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretária de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Saúde Mental no SUS: Centro de Atenção Psicossocial. Brasília, 2004.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Portaria 2.616 de 12 de maio de 1998. D.O.U. 13/05/98.

BRUNNER, L. S., SUDDARTH, D. S. Tratado de Enfermagem: Médico-Cirúrgica. v.1, v.2.  Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

BRUNNER, L.S., SUDDARTH, D.S. Tratado de Enfermagem: Médico-Cirúrgica. v.1, v.2.  Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.

CARPENITO, L.J. Manual de diagnósticos de Enfermagem. Porto Alegre: Artmed, 2001.

Carvalho, E.T. Geriatria – Fundamentos, Clínica e Terapêutica. São Paulo: Atheneu, 2006.

CINTRA E.A. et al. Assistência de enfermagem ao paciente crítico. São Paulo: Ateneu, 2000.

Conselho Federal de Enfermagem. Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. Resolução COFEN nº 311/2007. Fevereiro de 2007. Rio de Janeiro. Disponível em: http://www.portalcofen.gov.br/2007/materias.asp?ArticleID=7323&sectionID=37

COREN/MS: Legislação Básica para o Exercício Profissional da Enfermagem.

COUTO, R. C., PEDROSA, T. M. G., NOGUEIRA, J.M. Infecção Hospitalar: epidemiologia e controle. Belo Horizonte: MEDSI, 1999.  

Diagnósticos de Enfermagem da NANDA: Definições e Classificações 2007/2008.

FERNANDES, A.T. Infecção Hospitalar e suas interfaces na Área da Saúde. São Paulo: Atheneu, 2000.

FIGUEIREDO, N. M. A; VIANA, L.V. Tratado Prático de Enfermagem. São Caetano do Sul, SP: Yendis, 2006.

GALVÃO- J. A. Emergências Clínicas. Rio de Janeiro: Rubio, 2007.

GEONANINI.T., JUNIOR.A.G.O., PALERMO.T.C.S. Manual de Curativos- São Paulo: Corpus, 2007.

HESS, M.L. Doenças cardíacas. Primeiros cuidados. Barueri, SP: Manole, 2002.

HUDAK, C.M., GALLO, B.M. Cuidados Intensivos de Enfermagem: uma abordagem holística. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1997.

KAWAMOTO, E. E. Enfermagem em Clínica Cirúrgica. São Paulo: EPU, 1993.

KURCGANT, P. Administração em Enfermagem. São Paulo: EPU, 1991.

North American Nursing Diagnosis Association; Tradução Regina Machado Garcez. Porto Alegre: Artmed, 2008.

PETROIANU, A. Urgências clínicas e cirúrgicas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.

Rodrigues, E.A.C., Richtmann, R. IRAS: Infecção relacionada à assistência à saúde: orientações práticas. São Paulo: Sarvier, 2008.

ROGANTE, M. M; FURCOLIN, M.I.R. Procedimentos Especializados de Enfermagem. São Paulo: Atheneu, 2004.

SILVA, A. G. I. Ensinando e Cuidando com o Processo Diagnóstico em Enfermagem. Belém: Smith Produções Gráficas, 2001.

SILVA M. V. G, OLIVEIRA A. M. G. Plantão de enfermagem: o cotidiano da assistência de enfermagem numa unidade hospitalar. Rio de Janeiro: Nogueira-Rio, 2009.

SMELTZER, L. Enfermagem em unidade coronariana. Rio de Janeiro: Atheneu, 1989.

SMITH-TEMPLE, J., JOHNSON, J.Y. Guia para procedimentos de Enfermagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENFERMEIROS DE CENTRO CIRÚRGICO. Práticas Recomendadas da SOBECC. São Paulo: SOBECC, 2003.

TANNURE. M.C; GONÇALVES.A.M.P; SAE - Sistematização da Assistência de Enfermagem: Guia Prático. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.

 

Ações do documento

UFGD - Unidade 1

Rua João Rosa Góes, 1761 - Vila Progresso. Caixa Postal 322 - CEP: 79.825-070

Telefone: (67) 3410-2002


UFGD - Unidade 2

Rodovia Dourados - Itahum, Km 12 - Cidade Universitária. Caixa Postal 533 - CEP: 79.804-970

Telefone: (67) 3410-2500


Dourados - Mato Grosso do Sul - Brasil


Todos os direitos reservados