Ministério da Educação
 

Curso de Licenciatura Intercultural Indígena

Ir para a página

Histórico

O Curso oferece Licenciatura Plena em Educação Intercultural, com habilitações em quatro Áreas de Conhecimento: Ciências Humanas, ou Linguagens, ou Matemática e ou em Ciências da Natureza. Assim, os alunos terão sua certificação e diplomação, de acordo com a terminalidade escolhida.


HISTÓRICO DO CURSO

A primeira ação a favor da criação do curso de formação superior específica para professores indígenas Guarani e Kaiowá emergiu em 2002. Ela nasce da iniciativa do Movimento de Professores Guarani e Kaiowá, da primeira turma do Curso Normal em Nível Médio “Formação de Professores Guarani e Kaiowá – Ára Verá” (espaço/tempo iluminado), realizado pela SED/MS e pelas comunidades dessas etnias.
Outros profissionais da área da Educação do Estado/MS, Universidades (UFMS, UCDB, UEMS, UFRR, UFMT), Secretarias Municipais de Educação do Estado, FUNAI, MEC e políticos locais, juntamente com os professores Guarani e Kaiowá, participaram da elaboração da proposta e dos entendimentos para a criação do “Curso de Licenciatura Indígena”.
Inúmeras reuniões de estudo, seminários e discussões foram realizados ao longo deste tempo, articulando professores e lideranças indígenas com profissionais da área da educação e do indigenismo para elaborar uma proposta que fosse coletiva, democrática e consistente, e que correspondesse às expectativas do Movimento dos Professores Guarani e Kaiowá e às necessidades de suas comunidades.
Num primeiro momento, houve tentativas de iniciar o curso na UEMS, porém no decorrer das articulações não houve condições técnicas para alojar o curso nessa instituição. Ao final do ano de 2005, quando de sua instalação, a UFGD recebeu do Movimento dos Professores Guarani e Kaiowá de Mato Grosso do Sul e dos demais parceiros a minuta do projeto pedagógico do curso. Graças ao empenho especial do Prof. Ms. Renato Nogueira (in memoriam), do Prof. Dr. Damião Duque de Farias (Reitor da UFGD 2006-2015), do Prof. Dr. Antonio Jacob Brand (in memoriam), da Profª Dra. Adir Casaro Nascimento (UCDB), da Profª. Ms. Veronice L. Rossato (profª. do Ára Verá/SED), da Profª da  Escola Indígena de Caarapó Anari Nantes e dos professores indígenas da Comissão de Professores Guarani e Kaiowá (especialmente Anastácio Peralta, Edna de Souza, Eliel Benites, João Benites, Ládio Veron, Maria de Lourdes Cáceres Nelson, Otoniel Ricardo, Rosenildo Barbosa, Teodora de Souza, Valdelice Veron e Zélia Benites). A UFGD acatou a proposta e aceitou a missão de instalar o curso em suas dependências, em parceria com a UCDB, FUNAI, SEMEDs do cone sul do Estado e da SED/MS. No ano seguinte, em outubro de 2006 o curso já estava em sua primeira etapa de aulas.
As organizações Guarani e Kaiowá, juntamente com essas instituições, vêm orientando o perfil do curso e construindo um diálogo de respeito na definição de novos conhecimentos e de novas áreas de estudo. A proposta está de acordo com o ordenamento jurídico, conforme descrito na fundamentação legal.
No ano de 2011 aconteceu a colação de grau da primeira turma, 39 acadêmicos se formaram, a contar que 06 se formaram em Ciências da Natureza, 09 em Matemática, 11 em Ciências Humanas e 13 em Linguagens.
Em 2008, 53 novos indígenas Guarani e Kaiowá iniciaram a Licenciatura Intercultural Indígena. Essa segunda turma apresentou os Trabalhos de Conclusão de Curso no mês de novembro de 2012, com a colação de grau para o mês de maio de 2013.
O ano de 2012 é um marco para a Universidade Federal da Grande Dourados e para o Movimento dos Professores Guarani e Kaiowá, pois se conquista a instalação da Faculdade Intercultural Indígena (FAIND), com a publicação da Portaria nº435 de 21 de maio de 2012, publicado no Diário Oficial da União em 29/05/2012.
Neste mesmo ano, o vestibular aprova 70 novos acadêmicos para a Quarta Turma da Licenciatura Intercultural Indígena Teko Arandu, que iniciaram as atividades no mês de novembro de 2012. No ano seguinte, em julho de 2013, ingressam mais 70 acadêmicos indígenas para a Quinta Turma.
Ações do documento

UFGD - Unidade 1

Rua João Rosa Góes, 1761 - Vila Progresso. Caixa Postal 322 - CEP: 79.825-070

Telefone: (67) 3410-2002


UFGD - Unidade 2

Rodovia Dourados - Itahum, Km 12 - Cidade Universitária. Caixa Postal 533 - CEP: 79.804-970

Telefone: (67) 3410-2500


Dourados - Mato Grosso do Sul - Brasil


Todos os direitos reservados